quarta-feira, 28 de Julho de 2010

Homenagem a Mário de Sá-Carneiro

Na próxima Quarta-feira, dia 28 de Julho de 2010, das 21h30 às 23h, vamos homenagear Mário de Sá-Carneiro, naquela que será a noite de poesia e música deste mês. A entremear, teremos canções por Agostinho da Silva, acompanhado de uma tiorba (ver imagem em http://unicepe.com/jantares/noites/mario/mario.html). Apareça. Aqui fica um poema do nosso homenageado.
Sugestão
As companheiras que não tive,
Sinto-as chorar por mim, veladas,
Ao pôr do sol, pelos jardins…
Na sua mágoa azul revive
A minha dôr de mãos finadas
Sobre setins…

Paris – Agosto de 1914

segunda-feira, 5 de Julho de 2010

Exposição de pintura

Foi inaugurada, no dia 1 de julho de 2010, às 18 horas, uma exposição de pintura de EURICO ALEXANDRINO (para saber mais acerca do pintor, consulte http://www.unicepe.com/), que estará patente na Unicepe durante os meses de julho e agosto.


sábado, 19 de Junho de 2010

107º Jantar de Amizade UNICEPE


Terça-feira, 22 de junho de 2010, 19h45m

"Brasília cinquentenária, agora no Porto”

Receberemos um grupo de intelectuais brasileiros, sob os auspícios do nosso associado VÍTOR ALEGRIA, fundador da THESAURUS EDITORA em Brasília.
Será apresentado o livro O LADRÃO, O GESTOR E O POLÍTICO, de JUDIVAN VIEIRA.
O nosso associado JORGE GOMES DA SILVA oferecerá algumas canções de boas-vindas.

Para o jantar (às 19h45): Inscrições antecipadas na UNICEPE
Unicepe@net.novis.ptwww.unicepe.com/ - Telefone 22 205 66 60

Ementa:
Água, sopa de legumes, lombo de porco com castanhas, vinho maduro Douro Vila Régia, pão-de-ló de Ovar, café, vinho do Porto Poças.
Preço: 15,00 €

Para a tertúlia, após o jantar (cerca das 21h30): entrada livre
Agradecimentos: Porto POÇAS

sexta-feira, 11 de Junho de 2010

Sugestões de Leitura


Necrophilia
Jaime Rocha
Relógio d'água, PVP=12,00€


Correios
Charles Bukowski
Antígona, PVP=16,00€


-
Pudor e Dignidade
Dag Solstad
Ahab, PVP=16,60€

Três Mulheres Poderosas
Marie Ndiaye
Prémio Goncourt 2009, Teorema, PVP=20,00€

segunda-feira, 31 de Maio de 2010

Apresentação de livro

A UNICEPE e as edições Afrontamento têm o prazer de convidar V. Exa. Para a sessão de apresentação do livro

Sérgio Valente. Um fotógrafo na oposição

A sessão terá lugar no dia 2 de junho de 2010, quarta-feira, pelas 18h00, na UNICEPE, Praça Carlos Alberto, 128-A, no Porto.

A obra será apresentada por António Mota, fundador da CGTP.




sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Homenagem a Camilo Pessanha

Na próxima Quarta-feira, dia 26, será homenageado o poeta Camilo Pessanha, na noite de poesia e música da Unicepe do mês de Maio, das 21h30 às 23h00, com canções do amigo João Teixeira. Apareça! Deixo-vos um poema de Camilo:
Interrogação

Não sei se isto é amor. Procuro o teu olhar,
Se alguma dor me fere, em busca de um abrigo;
E apesar disso, crê! nunca pensei num lar
Onde fosses feliz, e eu feliz contigo.

Por ti nunca chorei nenhum ideal desfeito.
E nunca te escrevi nenhuns versos românticos.
Nem depois de acordar te procurei no leito
Como a esposa sensual do Cântico dos Cânticos.

Se é amar-te não sei. Não sei se te idealizo
A tua cor sadia, o teu sorriso terno...
Mas sinto-me sorrir de ver esse sorriso
Que me penetra bem, como este sol de Inverno.

Passo contigo a tarde e sempre sem receio
Da luz crepuscular, que enerva, que provoca.
Eu não demoro o olhar na curva do teu seio
Nem me lembrei jamais de te beijar na boca.

Eu não sei se é amor. Será talvez começo...
Eu não sei que mudança a minha alma pressente...
Amor não sei se o é, mas sei que te estremeço,
Que adoecia talvez de te saber doente.

sexta-feira, 14 de Maio de 2010

Exposição de Cerâmica - DARIO BOAVENTURA

Foi inaugurada na segunda-feira, dia 10 de Maio, pelas 18h30m, uma exposição de cerâmica do nosso Associado DARIO BOAVENTURA. A exposição manter-se-á até ao final do mês de Maio, com o seguinte horário:
- Segunda a Sexta, das 10h às 19h
- Sábados, das 10h30 às 13h
DARIO BOAVENTURA
Nasceu no Porto, em 15 de Janeiro de 1923
Formado pela Escola Superior de Belas Artes do Porto,
Curso Superior de Escultura
Prémio de escultura “Soares dos Reis" em 1954
2ª Medalha na II Exposição Geral de Belas Artes
Prémio "Banco Pinto & Sotto Mayor"
"Colectivas" de Artes Plásticas Casa Museu Teixeira Lopes
******************************************************************************************************************
«Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e ainda ilustrador de livros didácticos, o escultor Daria Boaventura não devia deixar que esta cidade que o viu nascer e que desde há muitos anos é o lugar onde continua a produzir tantas obras verdadeiramente notáveis, não tivesse o prazer de voltar a ver esses tesouros de arte, que são dele, porque os criou, mas que são também de todos nós, portuenses, e não só, porque é um dos nossos o seu autor.»
do artigo «Dario Boaventura - Um Escultor Portuense» por Maria Odete Leão de Araújo Leão, in O Tripeiro, Dezembro de 2002 (o artigo pode ser lido na íntegra em http://www.unicepe.com/)

sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Homenagem a José Gomes Ferreira

Na próxima Quarta-feira, dia 28 de Abril de 2010, das 21h30 às 23h, vamos homenagear José Gomes Ferreira, naquela que será a noite de poesia e música deste mês. A entremear, teremos canções por José Ramalho. Apareça. Aqui fica um poema do nosso homenageado.

Poema

Chove…

Mas isso que importa!,
se estou aqui abrigado nesta porta
a ouvir na chuva que cai do céu
uma melodia de silêncio
que ninguém mais ouve
senão eu?

Chove…

Mas é do destino
de quem ama
ouvir um violino
até na lama.

sexta-feira, 9 de Abril de 2010

Exposição de Pintura

Foi inaugurada, na Quinta-feira dia 1 de Abril, pelas 18h30m, uma exposição de pintura de Amélia Alexandrino, que estará patente na UNICEPE até ao dia 30 do corrente mês. Aqui ficam alguns exemplos do que nela pode ser encontrado.














Para saber mais acerca da pintora, visite http://www.unicepe.com/

sexta-feira, 19 de Março de 2010

Homenagem a Augusto Gil

Na próxima Quarta-feira, dia 24 de Março de 2010, das 21h30 às 23h, vamos homenagear Augusto Gil, naquela que será a noite de poesia e música deste mês. A entremear, teremos canções por Tino Flores. Apareça. Aqui fica um poema do nosso homenageado.
Perdulária
(A Pio Cavalheiro)
Passou junto de nós, pedindo esmola,
Uma criança rota, magra, inválida.
Deitaste-lhe dinheiro na sacola,
Beijaste-lhe em seguida a face pálida.

Que feliz foi o pobre da sacola!
O seu desejo era bem mais modesto.
Podias dar-lhe unicamente a esmola
E a mim dares-me o resto...

sexta-feira, 5 de Março de 2010

105º Jantar de Amizade UNICEPE

Segunda-feira, 8 de Março de 2010, 19h45m

“As mulheres do meu país – sob o signo da liberdade”
Canções no feminino (que andem à volta da mulher ou escritas por mulheres)
pelo nosso Associado
IVO MACHADO
Para o jantar (às 19h45): Inscrições antecipadas na UNICEPE
Unicepe@net.novis.ptwww.unicepe.com/ - Telefone 22 205 66 60

Ementa:
Água, sopa de nabos, lombo de porco com castanhas, vinho maduro Douro Vila Régia, mousse de abacate, café, vinho do Porto Poças.
Preço: 15,00 €

Para a tertúlia, após o jantar (cerca das 21h30): entrada livre
Para saber mais acerca de Ivo Machado, consulte http://www.unicepe.com/

segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

Homenagem a Manuel Laranjeira

Quarta-feira, dia 24 de Fevereiro de 2010, das 21h30 às 23h, vamos homenagear Manuel Laranjeira, na próxima noite de poesia e música da UNICEPE, com canções por Carlos Cunha. Apareça. Deixo-vos com um poema do nosso homenageado.

Nada resta daquele grande amor

Nada resta daquele grande amor…
Somos dois mortos, vê…E o maior dano
Não foi o desamor…
Ser desamado custa; mas o pior
É sempre o desengano...

quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

104º Jantar de Amizade UNICEPE

Quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010, 19h45m
As Palavras e os Sons Dormem na Vossa Sombra,
música lusófona e a poesia de João Negreiros
por Eduarda Freitas, Eduardo Baltar Soares, Luís Maria Costa Hölzl
A partir das 21h30m a entrada é livre.
Para o jantar, às 19h45m, é necessária a inscrição, pessoalmente ou para o e-mail unicepe@net.novis.pt. Por questões de logística pedimos que o faça desde já.
Ementa: Água, sopa de alho francês, feijoada de marisco, vinho maduro Douro Vila Régia, salada de fruta, café, vinho do Porto Poças. Preço: 15,00 €
Programa
Serenata – Carlos Paredes
O Outono visto pela janela
Vou Vivendo – Pixinguinha
O Jornalista da vossa beleza
Balada da Oliveira – Pedro Caldeira Cabral
Queda Livre
Duas Melodias Populares Transmontanas – Fernando Lapa
Dos Canciones Populares Catalanas – Miguel Llobet
Dose da fatia de um doce
Pedacinho do Céu – Waldir Azevedo
Os Olhos
Para saber mais acerca dos convidados, visite http://www.unicepe.com/

segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

103º Jantar de Amizade UNICEPE

Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010, 19h45m
"Noite de Magia"
por Fernando Coimbra
Ementa: Água, sopa de nabos, feijoada à transmontana, vinho maduro Vila Régia, mousse de manga, café, vinho do Porto Poças
Preço: 15,00€
P.f., inscreva-se o mais rápido possível, divulgue!
Para o jantar (às 19h45m): inscrições antecipadas na UNICEPE
Para a tertúlia, após o jantar (cerca das 21h30): entrada livre
Agradecimentos: Porto Poças

sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

Homenagem a Gomes Leal

Lembro que na próxima Quarta-feira, dia 27 de Janeiro, mais um poeta português será homenageado na Unicepe, na noite de poesia e música deste mês, dedicada a Gomes Leal. A sessão tem início às 21h30 e termina às 23h00. A música estará a cargo do nosso amigo Carlos Andrade. Aqui fica um poema de Gomes Leal:

Rosa Mística

Hour of love.
Byron. Parisina

Do pôr-do-sol àquela luz sagrada,
Eu perdia-me…ó hora doce e breve!...
Meu peito junto ao seu colo de neve,
– Numa contemplação vaga e elevada

Nossas almas s’erguiam, como deve
Erguer-se uma alma à Luz afortunada.
Do mar se ouvia a grande voz chorada.
– Palpitavam as pombas no ar leve.

Eu então perguntei-lhe, baixo e brando:
Em que mundos de luz é que caminhas?
Que torre está tua alma arquitectando?...

– Ela, travando as suas mãos das minhas,
Me disse, ingénua, então: – Estou cismando
No que dirão, no ar, as andorinhas.

sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

102º Jantar da UNICEPE

Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010, 19h45
"José Carlos Ary dos Santos"
Na próxima segunda-feira, dia 18, passam 25 anos sobre a morte de José Carlos Ary dos Santos. A UNICEPE promove uma sessão evocativa.

O escritor César Príncipe intervirá sobre a obra de Ary - que sempre se recusou a ser um "poeta castrado" - e assinalará os 76 anos da Revolta da Marinha Grande, um marco na luta do povo português contra o salazarismo.

A actriz Cidália Santos e o actor Amílcar Mendes darão voz a poemas de Ary. A entrada é livre.

Paralelamente, decorre uma exposição fotográfica sobre o Poeta de Abril.

A partir das 21h30m a entrada é livre. Para o jantar, às 19h45m, é necessária a inscrição, pessoalmente ou para o e-mail Unicepe@net.novis.pt. Por questões de logística, pedimos que o faça desde já.

Ementa:
Sopa, pão, 5 saladas variadas, perca assada no forno com broa, rojões à minhota, 5 sobremesas variadas, vinho verde branco loureiro Arca Nova, vinho maduro branco e tinto Herdade do Penedo Gordo, cerveja, água, refrigerantes, café. Tudo em self-service.
Preço: 15,00 €

quarta-feira, 30 de Dezembro de 2009

Mais um ano de poesia e música na UNICEPE

Informo que já está disponível o plano das Noites de Poesia e Música da UNICEPE para o próximo ano 2010, e que este pode ser consultado na barra lateral do blog, na secção que a essas noites se dedica.
Aproveito também para lembrar que podem ser lidas, em http://www.unicepe.com/, as crónicas das escritoras Filomena Cabral e Risoleta C. Pinto Pedro, que assiduamente colaboram com a UNICEPE, permitindo-nos a divulgação dos seus textos no nosso site.
Deixo a todos, porque nos aproximamos de mais uma viragem de ano, ou, pelo menos, de calendário, uma mensagem de boas entradas e a promessa de que continuarei a actualizar, dentro das possibilidades, o blog da UNICEPE, esperando que connosco partilhem as vossas opiniões e os vossos comentários, sempre na companhia de livros que em nós gerem aquela sensação de arrebatamento que tão bem move os espíritos humanos.
Natália Reis

segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

Sugestões de Leitura

Deixo, agora que se aproxima o Natal, algumas sugestões de compra e de leitura:

O Mar em Casablanca, Francisco José Viegas
Porto Editora, PVP=15,50€
As Três Vidas, João Tordo
Prémio José Saramago 2009
Quidnovi, PVP=14,90€

Que cavalos são aqueles que fazem sombra no mar?
António Lobo Antunes
D. Quixote, PVP=17,95€

2666, Robert Bolaño
Quetzal, PVP=28,95€

A terra das Ameixas Verdes, Herta Müller
Prémio Nobel da Literatura 2009
Difel, PVP=16,00€

e a obra recentemente editada pela Unicepe;
O Chão das Raízes, Leonel Cosme, UNICEPE
PVP=12,60€


«Depois da hora final da colonização portuguesa, as últimas gerações de colonos que desde a segunda metade do século XIX tinham sonhado Angola como uma terra da promissão onde poderiam confiadamente fixar as suas raízes, e de repente foram acordados para uma realidade que nunca entrara no sonho, tiveram de responder a uma pergunta crucial: e agora?
Baseado em factos, vivências e memórias de uma comunidade emblemática do Sul de Angola, mas que são genericamente comuns às de centenas de milhares de ex-colonos sobreviventes, em África e longe dela, da separação das águas que configuram a realidade e o sonho, este romance centra-se em três personagens fulcrais que responderam assim àquela crucial pergunta: “Agora temos de escolher para chão das raízes uma terra donde nunca seremos expulsos.” – “O meu chão é este onde nasci e continuarei, contra todos os ventos e marés.” – “Sem tempo para esperar por outro tempo, temos de nos reinventar.”
Com este romance, que apostila à História o que, em Portugal e Angola de 1976-1978, continuou depois do fim, encerra-se uma estória que começou, de facto, a ser contada com o livro A Revolta, publicado em 1963.» (da contracapa; poderá consultar a biografia do autor em http://www.unicepe.com/).
Aproveito para lembrar que o horário, este mês, é o seguinte:
- Sábados dias 12 e 19: abertos das 10h30 às 19h.
- Noites de 22 e 23: abertos das 21h às 23h.
Visite-nos.
Feliz Natal!
Natália Reis

quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

101º Jantar de Amizade UNICEPE

Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009, 19h45m
O Chão das Raízes
Apresentação, por PIRES LARANJEIRA, do novo romance de LEONEL COSME
(Ver CV em www.unicepe.com)

Ementa: Sopa, pão, 5 saladas variadas, perca assada com broa, arroz de pato, 5 sobremesas variadas, vinho verde branco loureiro Arca Nova, vinho maduro branco e tinto Herdade do Penedo Gordo, cerveja, água, refrigerantes, café. Tudo em self-service. Preço: 15,00 €. Inscreva-se o mais rápido possível. Divulgue!

Cerca das 21h30, entrada livre para apresentação do livro.



sábado, 21 de Novembro de 2009

Homenagem a Bocage

Na próxima Quarta-feira, dia 25, será homenageado o poeta Bocage, na noite de poesia e música da Unicepe deste mês, das 21h30 às 23h00, com canções do amigo Fernando Ribeiro. Apareça! Deixo-vos um poema de Bocage:
Epigrama

Levando um velho avarento
Uma pedrada num olho,
Pôs-se-lhe no mesmo instante
Tamanho como um repolho.

Certo doutor, não das dúzias,
Mas sim, Médico perfeito,
Dez moedas lhe pedia
Para o livrar do defeito.

“Dez moedas! (Diz o Avaro)
Meu sangue não desperdiço.
Dez moedas por um olho!
O outro dou eu por isso.”

sábado, 14 de Novembro de 2009

46º Aniversário da UNICEPE

Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009, 21.00 horas

A sessão decorrerá na Fundação Engº António de Almeida (Rua Tenente Valadim, 231 a 325) que nos cede graciosamente a sua Sala 3.

O programa será o seguinte:

- 21h00: lançamento do nosso livro FÁBULAS E FANTASIAS, com poemas de VEIGA LUÍS e ilustrações de LÍDIA DUARTE

- 21H30: espectáculo de Fado de Coimbra, graciosamente por MARIO ANACLETO, CARLOS JESUS e PAULO LARGUESA (consulte o programa em http://unicepe.com ) Temos estacionamento gratuito até 100 automóveis. A Sala 3 tem 180 lugares, que serão atribuídos mediante inscrição prévia. A ocupação dos lugares será por ordem de chegada, após pagamento de um donativo de 10,00 euros por pessoa. Caso se inscreva, por favor não falte (de modo a evitar desperdício de lugares e quebra de receitas).

FADO EM FLOR

NOS 46 ANOS DA UNICEPE - PORTO - 2009

AUDITÓRIO DA FUNDAÇÃO ENGº ANTONIO DE ALMEIDA

sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Homenagem a Florbela Espanca

Lembro que na próxima Quarta-feira, dia 28 de Outubro, mais uma poetisa portuguesa será homenageada na Unicepe, na noite de poesia e música deste mês, dedicada a Florbela Espanca. A sessão tem início às 21h30 e termina às 23h00. A música estará a cargo do nosso amigo Francisco Carvalho. Deixo-vos um poema de Florbela.
A minha tragédia

Tenho ódio à luz e raiva à claridade
Do sol, alegre, quente, na subida,
Parece que a minh'alma é perseguida
Por um carrasco cheio de maldade!

Ó minha vã, inútil mocidade,
Trazes-me embriagada, entontecida!...
Duns beijos que me deste noutra vida,
Trago em meus lábios roxos, a saudade!...

Eu não gosto do sol, eu tenho medo
Que me leiam nos olhos o segredo
De não amar ninguém, de ser assim!

Gosto da Noite imensa, triste, preta,
Como esta estranha e doida borboleta
Que eu sinto sempre a voltejar em mim!...

sábado, 3 de Outubro de 2009

Sugestões de Leitura

Aqui vos deixo algumas sugestões. Boas leituras :)

Barroco Tropical
José Eduardo Agualusa
Dom Quixote
PVP = 16.65€
Os Dabney - Uma Família Americana nos Açores
Coordenação e Prefácio de Maria Filomena Mónica
Edições tinta-da-china; PVP = 23.9€
A Terceira Mãe
Julieta Monginho
Campo das Letras
Grande Prémio de Romance e Novela APE 2008
PVP = 14.5€

Natália Reis

segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

Homenagem a Antero de Quental

Lembro que na próxima Quarta-feira, dia 23, das 21h30 às 23h, teremos mais uma noite de poesia e música na Unicepe. O homenageado será Antero de Quental e o acompanhamento musical ficará a cargo da nossa amiga Ana Ribeiro.
Participe. A quem disser um poema, o nosso associado Reinaldo Meireles oferecerá um DVD da tertúlia. Deixo-vos com um poema de Antero.
Nocturno

Espírito que passas, quando o vento
Adormece no mar e surge a lua,
Filho esquivo da noite que flutua,
Tu só entendes bem o meu tormento...

Como um canto longínquo - triste e lento -
Que voga e subtilmente se insinua,
Sobre o meu coração, que tumultua,
Tu vertes pouco a pouco o esquecimento...

A ti confio o sonho em que me leva
Um instinto de luz, rompendo a treva,
Buscando, entre visões, o eterno Bem.

E tu entendes o meu mal sem nome,
A febre de Ideal, que me consome,
Tu só, Génio da Noite, e mais ninguém!

quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

Regresso a Casa

Diz-se, frequentemente, que o melhor de uma viagem, ou de uma qualquer ausência mais ou menos prolongada, é a sensação de se ser invadido pela reconfortante ideia de regresso ao lar. E o nosso lar não é senão aquele sítio, ou sonho, onde sentimos pertencer, para lá de toda e qualquer mudança a que sempre está sujeito um ser humano.

Diz-se, igualmente, que é muito comum o sentimento de tristeza que nalguns se impõe após o período de férias. O cansaço barra, antes ainda de se fazer notar realmente, a fluidez da energia e do pensamento, o surgir daquela branda claridade que incute, em todo o homem, o desejo forte de viver.

Ora, pode dizer-se também que nada há de melhor que reencontrar os amigos, que ler um bom livro, que assistir ao percurso das pequenas maravilhas reservadas a nós pela simplicidade de se ser. Pois então: sejamos. E reencontremos os amigos e leiamos um livro e...
Natália Reis

sexta-feira, 31 de Julho de 2009

Sugestões de Leitura

Aproveitemos as férias para dedicar à leitura algum do tempo que lhe é merecido. São muitas as opções; visite-nos e escolha. Deixo algumas sugestões:
Falconer de John Cheever, PVP = 15,99€
Contos Completos I de John Cheever, PVP = 25,00€
traduzidos do Inglês por José Lima
da Sextante Editora

Cão em Fuga de Don DeLillo, PVP = 15,00€
Que o Diabo Leve a Mosca Azul de John Franklin Bardin, prefácio de Ana Teresa Pereira, PVP = 12,00€
da Relógio d'Água
A Terceira Metade de Ruy Duarte de Carvalho, PVP = 28,00€
da Livros Cotovia
Boas Palavras :)
Natália Reis

domingo, 19 de Julho de 2009

Homenagem a Sophia de Mello Breyner

Na próxima Quarta-feira, dia 22, será homenageada a poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen, na noite de poesia e música da Unicepe do corrente mês, das 21h30 às 23h00, com canções do nosso associado Jorge Gomes da Silva. Apareça. Deixo-vos um poema de Sophia:
POEMA
Cantaremos o desencontro:
O limiar e o linear perdidos
Cantaremos o desencontro:
A vida errada num pais errado
Novos ratos mostram a avidez antiga

segunda-feira, 6 de Julho de 2009

A Metamorfose do Livro

Muito se tem discutido que caminho tomará o livro, quando, a cada dia, o desenvolvimento tecnológico permite que descubramos novas formas de ler, sem recurso ao papel. É certo que há quem defenda que a morte deste objecto já esteve mais longe de poder ser declarada, e quem afirme, com veemência, que, embora de um modo progressivamente mais imediato, o livro jamais deixará de ser criado pela via tradicional, funcionando o digital como um seu complemento. Esta é, aliás, uma ideia apoiada pelas transformações a que, ao longo do tempo, se tem assistido, com a chegada de novos meios de comunicação. Dificilmente um mais recente suplantará o anterior, podendo ambos existir em sintonia.
Todos sabemos que um livro é muito mais que um simples conjunto de folhas impressas. Um livro pode ser sentido e cheirado, riscado e sublinhado, anotado e dobrado. Podemo-lo adaptar às nossas mãos e aos nossos desejos enquanto leitores. A metamorfose do livro não implica, necessariamente, que se percam estas possibilidades. Com o aperfeiçoamento das ofertas de leitores digitais, a opção cheirar pode, ou poderá, vir a ser considerada. Porém, ainda que as edições tenham uma tiragem cada vez menor, e o ambiente agradeça que se interiorize a preocupação com o uso desenfreado de recursos que não são inesgotáveis, o livro adquiriu um lugar inabalável na cultura de muitos para quem este objecto não irá sucumbir.
Natália Reis

terça-feira, 23 de Junho de 2009

Homenagem a Jorge de Sena e 100º Jantar de Amizade UNICEPE

Amanhã, Quarta-feira, dia 24 de Junho, poderá assistir, das 21h30 às 23h00, na Unicepe, a mais uma Noite de Poesia e Música, este mês dedicada a Jorge de Sena, com músicas e canções por Ivo Machado.
No dia 25, Quinta-feira, 100º Jantar de Amizade UNICEPE
"Viagem às Nascentes da Lusitanidade”Recepção à caravana de brasileiros, na sua maioria escritores, conduzida pela Thesaurus Editora (de Brasília)
Com apresentação do livro Terra do Gado, pelo Autor AFONSO LIGÓRIO
e palestra “Portugal colónia: capital Rio de Janeiro”, por RUI RASQUILHO
Para o jantar (às 19h45): Inscrições antecipadas na

UNICEPE – COOPERATIVA LIVREIRA DE ESTUDANTES DO PORTO, CRL
Praça de Carlos Alberto, 128-A – 4050-159 PORTO
Telefone 22 205 66 60 – Unicepe@net.novis.pthttp://www.unicepe.com/

Para a tertúlia, após o jantar (cerca das 21h30): entrada livre

segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Sugestões de Leitura

Deixo aqui mais algumas sugestões de compra. Alguns dos títulos são muito recentes, outros nem tanto, mas todos dignos de referência. Muitos para além destes poderão ser encontrados na Unicepe.

No Inferno de Arménio Vieira, Prémio Camões 2009
O Senhor Swedenborg de Gonçalo M. Tavares
Caminho



Viva o Povo Brasileiro de João Ubaldo Ribeiro
Edições Nelson de Matos


Poesia de Daniel Faria
O Livro das Aves de Tiago Patrício, Prémio Daniel Faria 2009
Edições quasi

Boas leituras :)




segunda-feira, 25 de Maio de 2009

Homenagem a Agostinho da Silva

Lembro que na próxima Quarta-feira, dia 27, será homenageado Agostinho da Silva, em mais uma noite de poesia e música da Unicepe, das 21h30 às 23h. O acompanhamento musical é de João Teixeira. Deixo-vos um poema de Agostinho. Apareçam.
ALGUM DIA
Algum dia um novo Papa
anunciará altivo
que Deus é a raiz quadrada
de um quantum negativo

e o Deus que tanto procuro
em que atingido me afundo
é aquele ser-não-ser
do que acontece no mundo

da matéria mais que densa
é que é divertido ser
ali se nada acontece
tudo pode acontecer

segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Sugestão de leitura

Mais uma vez, aqui vos deixo algumas sugestões de leitura:
Tristessa de Jack Kerouac, PVP: 14,00€
Um Sonho Realizado e outros contos de Juan Carlos Onetti, PVP: 14,00€
Relógio d'Água
O Templo Dourado de Yukio Mishima, traduzido por Filipe Jarro, PVP: 16,00€
O Inspector, comédia em cinco actos de Nikolai Gógol, traduzido do russo por Nina Guerra e Filipe Guerra, PVP: 15,00€
Assírio e Alvim
E muitos outros títulos encontrará numa visita à Unicepe.
Boas leituras :)
Natália Reis

segunda-feira, 11 de Maio de 2009

98º Jantar de Amizade UNICEPE

Fado novo Cultura Viva - Fado Vivo Cultura Nova
Com MÁRIO ANACLETO, CARLOS JESUS, PAULO LARGUESA
Sexta-feira, 15 de Maio de 2009, 19h45m
FADO DE COIMBRA
1. Verdes Anos - Carlos Paredes (Instrumental)
2. Incerteza – Tavares de Melo
3. Olhos claros
4. Serra d’Arga – Luis Goes
5. Valsa do passeio Público - Carlos Jesus (Instrumental)
6. Guitarra Carpideira - Mário Anacleto
7. Mondego porque te calas – Mário Anacleto
8. Variações em Rém - Instrumental
9. É fogo a cor dos teus olhos – Mário Anacleto
10. Quando os sinos dobram
11. Fado para um amor ausente – António Portugal/Manuel Alegre
Ementa: Água, sopa Juliana, bacalhau com espinafres, vinho maduro tinto Vila Régia, mousse de chocolate no forno, café, Porto Poças.
Preço: 20,00 € Para o jantar (às 19h45m): Inscrições antecipadas na UNICEPE, COOPERATIVA LIVREIRA DE ESTUDANTES DO PORTO, CRL, Praça de Carlos Alberto, 128A 4050-159 PORTO
Telefone (+351) 22 205 66 60 Unicepe@net.novis.pt
Para a tertúlia, após o jantar (cerca das 21h30): entrada livre

sexta-feira, 1 de Maio de 2009

Das palavras prioritárias

Se pararmos por momentos, com o intuito de observar o que em nosso redor se insurge, se atentarmos no que de mais gracioso subsiste, entre a miséria a que o tempo e os humanos dão origem – ao contrário do que dita a evolução, quando tida como processo isento de recuos – podemos assustar-nos com o modo como, por vezes, as pessoas conduzem o seu percurso, assumem um comportamento, muitas vezes de maneira a ser-lhes impossível avaliar correctamente o que é prioritário.
O facto é que o estabelecimento de prioridades ultrapassa o campo do que pode instituir-se, dependendo do que cada um tomar por necessário à permanente construção do seu carácter.
O que distingue um espaço? Um momento? O que os torna memoráveis e os acende naquilo que conserva o nosso íntimo? O que deles é-nos realmente indispensável?
Nas palavras, há-de sempre repousar um bom motivo para a vida, para o que de mais sublime permanece, tantas vezes, aparentemente indecifrável.
Natália Reis

segunda-feira, 20 de Abril de 2009

Homenagem a Luís Veiga Leitão

Aproveito para lembrar que na próxima Quarta-feira, dia 22, na Unicepe, poderão participar na sessão de poesia e música, este mês dedicada a Luís Veiga Leitão, a partir das 21h30 e até às 23h. Deixo-vos um seu poema.
Acompanhamento Lírico
Desceu a nuvem. E de vale em vale
a manhã ficou pálida suspensa
Árvores lama fronte de quem pensa
vestem de branco um branco glacial
Como flecha de lume no vitral
também minha alma que brilhou intensa
novamente afogou sua presença
no fundo de uma túnica irreal
E levo-a
pelo mar fora pelo mar da névoa
sob o silêncio úmido profundo
em cujas mãos de lágrimas deponho
o mutilado corpo do teu sonho
corpo sem asas de voar no mundo

segunda-feira, 6 de Abril de 2009

97º Jantar de Amizade UNICEPE

Quarta-feira, 8 de Abril de 2009, 19h45m
"LEMBRAS-TE?..."
pelo Grupo
CULTURA VIVA

Para o jantar (às 19h45): Inscrições antecipadas na UNICEPE

Telefone 222 056 660 – unicepe@net.novis.pt
Ementa: Sopa de alho francês, lombo de porco assado com castanhas, água, vinho maduro tinto Vila Régia, pão-de-ló de Ovar, café, Porto Poças. Preço: 15,00 €
Para a tertúlia, após o jantar (cerca das 21h30): entrada livre

Venha fazer-nos companhia.


segunda-feira, 30 de Março de 2009

Sugestão de compra

Não venho, hoje, apresentar uma novidade, mas lembrar que a Unicepe tem disponíveis muitos dos títulos de Gonçalo M. Tavares, considerado um dos melhores escritores da nova geração.

A Máquina de Joseph Walser - PVP = 10,50€
Aprender a Rezar na Era da Técnica - PVP = 10,50€
Água, Cão, Cavalo, Cabeça - PVP = 6,30€
Jerusálem - PVP = 12,60€
O Senhor Brecht - PVP = 10,50€
O Senhor Breton - PVP = 10,50€
O Senhor Calvino - PVP = 12,60€
O Senhor Henri - PVP = 13,65€
O Senhor Juaroz - PVP = 10,50€
O Senhor Kraus - PVP = 14,00€
O Senhor Valéry - PVP = 12,60€
O Senhor Walser - PVP = 8,45€

Aqui ficam algumas palavras de Eduardo Lourenço sobre o autor:
"Com a nova literatura estamos por assim dizer num mundo da morte entre parênteses. Talvez nenhum autor comunique melhor esse sentimento que o autor de “Jerusalém", Gonçalo M. Tavares. O seu livro não foi uma revelação de 2004, mas uma confirmação. Chegou para ficar, num espaço só seu. Devemos habituar-nos a essas vozes que não vão para lado nenhum de antemão domesticado."
Boas leituras :)
Natália Reis

segunda-feira, 23 de Março de 2009

Homenagem a Natália Correia

Lembro que na próxima Quarta-feira, dia 25, será homenageada a poetisa Natália Correia, em mais uma noite de poesia e música da Unicepe, das 21h30 às 23h. Prepare alguns poemas dela para partilhar. Se ainda não tem, encomende-nos Poesia Completa - 636 pág. - PVP =24,95€
O amigo que desta vez nos vem oferecer as suas canções é Tino Flores.
O sol nas noites e o luar nos dias
De amor nada mais resta que um Outubro
e quanto mais amada mais desisto:
quanto mais tu me despes mais me cubro
e quanto mais me escondo mais me avisto.
E sei que mais te enleio e te deslumbro
porque se mais me ofusco mais existo.
Por dentro me ilumino, sol oculto,
por fora te ajoelho, corpo místico.
Não me acordes. Estou morta na quermesse
dos teus beijos. Etérea, a minha espécie
nem teus zelos amantes a demovem.
Mas quanto mais em nuvem me desfaço
mais de terra e de fogo é o abraço
com que na carne queres reter-me jovem.
Natália Correia
Poesia Completa
Publicações Dom Quixote
1999

segunda-feira, 9 de Março de 2009

96º Jantar de Amizade UNICEPE

Quarta-feira, 11 de Março de 2009, 19h45m
"Histórias de vida do Ocidente ao Oriente”
com
ANTÓNIO MENANO

Para o jantar (às 19h45): Inscrições antecipadas na UNICEPE
Telefone 222 056 660 – unicepe@net.novis.pt
Ementa: Sopa de alho francês, bacalhau à Trás-os-Montes, água, vinho maduro tinto, maçã assada em massa folhada, café, Porto Poças. Preço: 15,00€
Para a tertúlia, após o jantar (cerca das 21h30): entrada livre
Para saber mais acerca de António Menano, consulte a página da UNICEPE http://www.unicepe.com/
Apareça, contamos com a sua presença.

quarta-feira, 4 de Março de 2009

Novidades

Apresento algumas das novidades que têm chegado à Unicepe e que serão, certamente, do interesse de muitos leitores:
Obra Completa de Nuno Bragança
Dom Quixote - 2009 (ano em que se assinalam 80 anos do nascimento do autor)
Preço de Capa: 28€
Poesia Reunida de Maria Teresa Horta
Dom Quixote - 2009
Preço de Capa: 30€
(Prefaciado por Maria João Reynaud)
E ainda:
Antologia da Poesia Grega Clássica de vários autores
Portugália Editora - 2009
Preço de Capa: 27€
Ensaios e Estudos - Uma maneira de pensar vol. 1 de Vitorino Magalhães Godinho
Sá da Costa Editora - 2009
Preço de Capa: 23,50€
Lembro também que temos disponível a Poesia Completa de Natália Correia, poetisa que iremos homenagear na próxima noite de poesia e música da Unicepe.
Boas leituras.
Natália Reis

quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

Homenagem a Sebastião da Gama

Aproveito para lembrar que hoje, na Unicepe, poderão participar na sessão de poesia e música, este mês dedicada a Sebastião da Gama (Azeitão, 1924 - 1952), a partir das 21h30 e até às 23h. Deixo-vos um seu poema.

Que bom ter o relógio adiantado!...
A gente assim, por saber
que tem sempre tempo a mais,
não se rala nem se apressa.
O meu sorriso de troça,
Amigos!,
quando vejo o meu relógio
com três quartos de hora a mais!...
Tic-tac... Tic-tac...
(Lá pensa ele
que é já o fim dos meus dias.)
Tic-tac...
(Como eu rio, cá p'ra dentro,
de esta coisa divertida:
ele a julgar que é já o resto
e eu a saber que tenho sempre mais
três quartos de hora de vida.)

sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

Acerca da Unicepe - O Lugar

Sabe-se que o silêncio é uma das mais pungentes armas de comunicação. Que do mais acérrimo secretismo, surgem, por vezes, palavras imbuídas do inefável. Sabe-se que as mais intensas sensações são indizíveis. Mas não será, contudo, de excluir a tentativa de expressar-me acerca de algumas, na presença das quais se tem vergado o meu espírito.

Tenho, ao longo dos meus dias, coleccionado frases que me inchem do que de arrebatador delas transpira, folheado livros que espero que se ergam, muito além do que possam alcançar as minhas mãos. Tenho trocado palavras com pessoas a quem posso, por momentos, decifrar o íntimo, atravessando-lhes a crosta, ouvindo o que releva de tudo o que acompanha o que me é dito. E o que o não é.

Em palavras simples, digo, então, porque me é tão necessário integrar esta família: gosto de subir a escadaria, de ouvir os passos na pedra. De entrar com uma saudação de ambas as partes. De ver o que de novo surge num lugar que não era o seu, na visita precedente. Dos sorrisos que se trocam. Do contacto entre as vozes. Do silêncio que transcende o burburinho. E do cheiro, da presença, daquela luminosidade oculta que ganham os sítios que tomamos para nós como uma casa.

Conhecem a sensação?

Natália Reis

sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Sugestão de compra

É com entusiasmo que aqui deixo algumas dicas de leitura, de entre as novidades que têm chegado à Unicepe:

Ofício Cantante de Herberto Hélder
Assírio & Alvim - 2009
Preço de Capa: 48€

2º lançamento da colecção BIIS, de que constam os seguintes títulos:
O Vale da Paixão de Lídia Jorge
Intermitências da Morte de José Saramago
Os da Minha Rua de Ondjaki
Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe
Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll
As Aventuras de João Sem Medo de José Gomes Ferreira
de António Nobre
O Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo de Germano Almeida
História Universal da Infâmia de Jorge Luis Borges
Contos e Diário de Florbela Espanca
A Montanha da Água Lilás de Pepetela
Amadeo de Mário Cláudio
Aldeia Nova de Manuel da Fonseca
A Confissão de Lúcio de Mário Sá Carneiro
Capitães da Areia de Jorge Amado

Leya - 2009
Preço de capa: 5,95€
E que tal ir preparando a próxima noite de música e poesia da Unicepe, dedicada a Sebastião da Gama? Temos à venda toda a sua obra disponível - Estevas, Diário, Cabo da Boa Esperança, A Minha Arca de Noé, Itinerário Paralelo, Cartas I, O Segredo é Amar, Não morri porque cantei, O Campo Aberto, Pelo sonho é que vamos - e também Sebastião da Gama - o Poeta e o Professor - Estudos e Perspectivas, editado pela Associação Cultural Sebastiãoda Gama, com sede em Azeitão. Por cada livro adquirido ofereceremos um Boletim Informativo da Associação (já foram publicados 5).
Boas leituras :)
Natália Reis

quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Acerca da Unicepe - Edição

Depois de iniciar este blog com um artigo (ao qual darei, provavelmente, continuidade, mais tarde, já que razões para divagar entre os livros há-as de sobra), deixo, finalmente, aos seus futuros leitores e participantes uma mensagem de boas vindas.


Era minha intenção elucidar-vos acerca de algumas boas razões para divagar entre os livros, na Unicepe, mais especificamente, mas isso é algo que guardarei para apresentar-vos ao longo do tempo.


Por agora, publico aqui a lista de livros publicados, até hoje, pela Cooperativa, uma das muitas possíveis formas de iniciar uma sua apresentação.

Edições Unicepe:

Liberdade de Imprensa e Dignificação da Palavra, Nuno Teixeira Neves - Ensaio (esgotado)
Um Nome para o seu Filho e para a sua Filha, seguido de Os Escritores e os Nomes- (Caricaturas de Celso Hermínio), Arnaldo Saraiva - Ensaio (esgotado)
Negativos, Fernando Guerreiro (Caricaturas de Celso Hermínio) - Ensaio
Coisismos, Paulo Varela Gomes - Ensaio
Capital-Mueda - 2ªediç.Maio 1993, Jorge Ribeiro - Ficção (esgotado)
Alpondras, Manuel Amaral Conto – Teatro
Camões, grande Camões… - 184 poemas de homenagem, de 111 poetas nacionais e 73 estrangeiros em 8 línguas - Ilustrações de António Menano e Roberto Merino) (Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho - Poesia
Uma História da Abelhinha e outra do Cão Mico, Manuel Amaral (Ilustrações de António Cardoso) - Conto infantil
Mar inVerso, Milton Miranda - Poesia
Gente, Terras, Dia a Dia, Manuel Amaral - Poesia
Risadinha, Rosa Maria Valente Soares - (Ilustrações de Lídia Duarte) - Conto infantil
Venite in Silentio, Risoleta Pinto Pedro - Ficção
Comunicação, Lógica e Retórica Forenses, José Vigário Silva - Direito
A Circulatura do Quadrado - Alguns dos mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria É a Língua Portuguesa, Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho - Poesia
Pimpão e os Leões, Domingos de Oliveira - Conto infantil
Poemas Imperfeitos, Maria Virgínia Monteiro - Poesia

(Livros que encontrarão com facilidade numa visita à Unicepe, e de que falarei em pormenor, mais tarde)

Natália Reis

terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Razões para divagar entre os livros

I
Há pouca razão, geralmente, numa deambulação literária, mas arrisco enunciar boas razões para a incursão numa. Roland Barthes disse n’O Prazer do Texto, que este, o prazer do texto, era o momento em que o seu corpo seguia as suas próprias ideias, pois este não tinha ideias coincidentes às dele. Também o meu corpo não é totalmente regido pelo que dita a minha consciência, no que tenho de mais racional. De mais – isolada, ilusória, verdadeiramente – eu.
Das palavras (quando, na inteireza do que expressam, assumem o seu carácter orgânico) releva um misto de perturbação e de prazer. Uma leitura opera em sentidos diversos, implicando sempre que se tome posição – quer seja de repulsa, de indiferença, ou de admiração. As emoções, das que nos desperta um texto, carregam traços do que, de tão quase visceral, é tão obscuramente vida.
Daí que me seja tão perversa a existência de uma enorme quantidade de livros que jamais poderei ler (ainda que vivesse para lá da mais ousada velhice), que me corroa a presença de alguns intrusos que se fazem passar por eles, que me fascine e tumultue ver, numa parte deles, mesmo que ínfima, transcrito o que de mais íntimo sustenta o meu ser por inteiro.
E por haver palavras, frases impressas na imensurabilidade das folhas, cujo dom é o da alteração do espírito dos homens, se renova, a cada dia, o que é diante de nós exposto, a fim de conquistar-nos. A exigência cresce de forma proporcional ao desenvolvimento – cabe a nós decidir. Por isso, divago interminavelmente entre os livros, esperando, ávida, por um momento em que me abandono ao que, fora e dentro de mim, neles explode.
Natália Reis